VENDAS DE DISCOS EM PORTUGAL: GALARDÕES, DISCOS MAIS VENDIDOS, ETC...



quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Cronologias do Portugal Contemporâneo

Cronologias do Portugal Contemporâneo, 1960-2015 representa o contributo da Fundação Francisco Manuel dos Santos para, no domínio da identificação de datas e factos relevantes das últimas décadas, colmatar esta lacuna. A obra, que cobre um arco temporal que vai da década de 1960 à actualidade, encontra-se organizada por décadas, em sequência cronológica, e, em cada ano, por áreas temáticas: Política, Economia, Sociedade, Cultura e Internacional. Procurou-se, desta forma, cobrir um amplo espectro da realidade, fornecendo informação factual e objectiva sobre os factos que marcaram o Portugal contemporâneo.


http://cronologias.ffms.pt/#



1967 (jan)


Em Cannes, Amália Rodrigues recebe o Prémio do MIDEM (1965-1966), que assinala o recorde de vendas no mercado discográfico português. Amália Rodrigues receberá o prémio nos dois anos seguintes.


27/01/1968


Em Cannes, Amália Rodrigues recebe o Prémio do MIDEM (1966-1967), que assinala o recorde de vendas no mercado discográfico português.


18/03/1973


Segundo o Diário de Lisboa, o vencedor do Festival da Canção de 1973, Fernando Tordo, vendeu dez mil discos na primeira semana de comercialização. O Festival da Canção suscitou um enorme interesse entre o público português e animou vendas e carreiras artísticas.


20/05/1976


Art Sullivan actua no Pavilhão dos Desportos. Em três meses, o cantor belga vendeu 120 mil discos em Portugal.


08/09/1977


A Interpol emite uma recomendação contra a pirataria de cassetes de vídeo e outro material audiovisual, que ainda hoje é citada nos avisos de abertura dos DVDs. A pirataria e a violação de direitos de autor tornar-se-ão crimes altamente rentáveis.


1981


A indústria discográfica portuguesa declara que o ano de 1981 conheceu um boom de vendas, com sete milhões de singles, LPs e cassetes, sendo predominantes o rock anglo-saxónico e o português.


21/07/1981


A Lei n.º 12/81 aprova mecanismos de protecção da música portuguesa na sua difusão pela rádio e pela televisão, impondo quotas mínimas para a música portuguesa de 15% para a música erudita e de 50% para a música ligeira, as quais nunca chegaram a ser cumpridas.


01/10/1984


O Decreto-Lei n.º 316/84 estabelece medidas relativas à efectiva execução da Lei n.º 12/81 de 12 de
Julho (protecção da música portuguesa na sua difusão pela rádio e pela televisão). As coimas e a nova
regulamentação não conseguiram fazer com que as percentagens minímas de música portuguesa fossem cumpridas.


1986 (dez)


ARTISTAS EM CD


O ano é assinalado pelo aumento substancial da venda de discos compactos e dos respectivos equipamentos de leitura. Os discos compactos foram lançados em 1982 pela Philips e pela Sony. Amália Rodrigues, Maria João Pires e Carlos do Carmo foram dos primeiros artistas portugueses a terem trabalhos em CD disponíveis em catálogos internacionais.

Sem comentários: